Opinião 10 JUN 2019 ÀS 08H30

Pastor partilha efeitos de Encontro com Associações

Paulo Biasi fala da experiência do diálogo entre líderes

Por CBESP

Eco do Encontro com Associações*

Estava eu sentado numa cadeira, no Acampamento Batista em Sumaré, no dia 15 de abril, no Encontro com Associações Batistas do Estado de São Paulo. O corpo estava sentado, mas a mente em pé, percebendo, refletindo. O que vai no texto é fruto dessa percepção e reflexão.

Encontro abrigou diálogo de lideranças (Chico Junior/CBESP)

Imaginemos que igrejas são palavras. E são, pois compõem a mensagem que Deus comunica. A Trindade, que é a comunidade divina, fala à raça humana; e continua falando através da comunidade dos salvos, que se tornou um com a Trindade.

Quando você observa uma palavra pode fazer três análises: morfológica, semântica e sintática. Na análise morfológica, você observa a forma da palavra, se é substantivo, verbo, conjunção, adjetivo, etc. Na semântica, você analisa o significado da palavra em dado contexto, e na análise sintática, você percebe a relação entre as palavras que compõe a frase, e a relação entre as frases.

Cada igreja tem forma própria, como palavras na mensagem que Deus quer comunicar. Igrejas têm significado próprio em cada contexto em que está inserida. Igrejas se relacionam entre si, compondo a mensagem que Deus quer comunicar.

Programação teve dois dias de trabalhos (Chico Junior/CBESP)

Tiro daí uma conclusão: Não é papel dos órgãos cooperativos, como convenções e associações de igrejas, definirem a morfologia de cada igreja. Também não cabe interferir no significado que cada igreja tem em seu contexto. Cabe então um papel na sintaxe das igrejas, de facilitar a relação entre cada igreja, de maneira a comunicar essa mensagem de Deus.

Cada igreja tem forma própria,
como palavras na mensagem que Deus quer comunicar

Se um órgão cooperativo busca uniformizar igrejas dificulta a mensagem divina, que comunica uma graça multiforme. Os princípios eclesiológicos são imutáveis, mas não sua manifestação na história.

Grupos idealizaram futuro da CBESP (Chico Junior/CBESP)

Se um órgão cooperativo tenta interferir no significado das igrejas em seu contexto, igualmente torna a mensagem confusa. A mesma palavra em contextos diferentes comunica idéias diferentes.

Se um órgão cooperativo identifica as variadas formas e o significado de cada igreja em seu contexto, e procura facilitar a relação entre elas, presta um importante serviço à mensagem que está sendo comunicada.

Este é o ensino de Paulo acerca dos dons espirituais. Cada membro do corpo tem forma e função próprias, e devem relacionar-se de maneira que “todo corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetue o seu próprio aumento” (Ef 4:16).

Paulo Biasi Nascimento
Pastor em Porto Feliz, interior paulista