Batistas SP 28 MAI 2019 ÀS 09H30

Cajado Amigo reflete sobre encontros de Deus e Abraão

Texto foi publicado na edição 13 da Revista Batistas SP

Por CBESP

Presidente da seção São Paulo da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil (OPBB-SP), o pastor Genivaldo Andrade de Souza trata sobre os encontros de Abraão com Deus e das consequências deles para a vida do pai da fé judaico-cristã. O texto foi publicado na edição de março-abril da Revista Batistas SP (BSP)

Outros texto da publicação foram veiculados no site da CBESP, como as reportagens sobre feminicídio e outros tipos de agressão contra mulheres e sobre ministérios de inclusão a pessoas com Síndrome de Down, e os artigos do presidente da CBESP, do diretor executivo do CAM e do diretor do Colégio Batista. A Batistas SP é veículo oficial da Convenção e tem periodicidade bimestralmente. Clique aqui e acesse as edições anteriores. Faça também seu cadastro e receba gratuitamente as próximas publicações.

7 encontros com Abraão*

“Sai da tua tenda e conta as estrelas... Assim será tua descendência!” (Gn 15.1-6) 

Aproveito o espaço para incentivar a cada um de nós, pastores, e a você, leitor, a que busquemos desfrutar de grandes encontros, como fez Abraão, e que seja você também um amigo de Deus.

Resposta de Abraão impactou pela obediência (Reprodução)

No 1º encontro, Deus começa com dois imperativos. Lembra nossa missão (eclesia) = chamados para fora. No 2º, Deus ensina que não há vitória sem luta (Gn 12.7). No 3º, a esperança. O menor virá a ser mil. Deus disse: "Tua semente será como o pó da terra". (Gn 13.14). No 4º, a bênção da colheita, que tem a ver com a lei da semeadura. Depois de resgatar Ló, Abrão deu o dízimo daquilo que foi recuperado. Então Deus lhe disse: "Não temas, Eu sou o teu escudo e o teu grandíssimo galardão" (Gn 15.1-8).

Ouse crer
na Palavra de Deus,
independente
de recursos e situações

A seguir, a lição foi que a bênção não significa aval para pecar. Receber Agar constituiu desobediência. Deus cobrou santidade: "Anda em minha presença e sê perfeito" (Gn 16.15 e 17.1). Do 6º, aprendemos que andar em santidade atrai a mão de Deus para fazer milagres a nosso favor. Ele lhe disse: "- Daqui a nove meses, Isaque chegará". Na madrugada seguinte, Deus viu Abraão orando, e lembrou do seu sobrinho Ló, tirando-o do meio da destruição (Gn 18 e 19). E, por fim, no 7º, a lição suprema no coração de um amigo, Deus espera mais prioridade, Ele exige exclusividade (Gn 22.2).

Ao longo da história, artistas se inspiraram em narrativa bíblica de Gênesis 22

Passagem foi representada por Rembrandt (Reprodução)

ALGUMAS LIÇÕES DO 5º ENCONTRO

I - Companhia e promessa ao fiel: “Teu galardão será grande” (Gn 15.1-6)

a) Revela o cuidado de Deus. Devemos descansar na provisão e livramento de Deus.

b) Revela proteção de Deus. Deus é nosso escudo. Ele nos cerca por todos os lados.

c) Revela que servimos ao Deus da vitória. Para uma batalha grande, uma vitória grande!

II - “Não tenho herdeiro, para que me servirá herança?" Reconhecemos a limitação humana. Abraão colocou barreiras para o sobrenatural prometido por Deus. Ouse crer na Palavra de Deus, independente dos recursos, idade, etc. (vs. 2,3).

III - Como Deus trata esse problema da limitação humana (vs. 4-5)

a) Deus remove as limitações. Deus o conduz para fora. Antes uma visão limitada.

b) Deus manda levantar a cabeça. Olhou para o céu. Erga a cabeça. Deus é maior! 

c) Deus manda Abraão começar a contar estrelas. Comece a antever, a crer no incrível, a ver o invisível. Você será chamado o pai da fé. Veja o invisível!  

Deus espera que eu e você também possamos, em 2019 e por toda vida, dar  passos de fé em direção aos encontros com Ele, e, consequentemente, gerarmos filhos e filhas que também sejam amigos de Dele. Volte a contar as estrelas. Ore por algo grande. Veja com os olhos de Deus! 

Genivaldo Andrade de Souza
Pastor e Presidente da OPBB-SP

* Reproduzido a partir da Revista Batistas SP (Ano III / Edição 13).