Batistas SP 16 FEV 2018 ÀS 12H03

Encontro fala de ministério e liderança a pastores de SP

Ministros ouviram sobre a 'consciência do pastor'

Por CBESP

O 76º Retiro de Pastores da seção São Paulo da Ordem dos Pastores Batistas (OPBB-SP) aconteceu no início deste ano e reuniu cerca de 400 pastores em Sumaré.

Durante o encontro, as ministrações trataram da vida pastoral e do cuidado do ministro consigo, como saúde mental e física. Também foram apresentadas aos ministros as iniciativas do Projeto Josué, programa de capacitação e apoio a pastores e igrejas do Estado.

A 6ª edição da BSP trouxe ainda o retorno dos Jogos Olímpicos da Jubesp, e reportagem sobre o segundo Ano da Bíblia no Brasil. Essa e outras edições completas da publicação estão disponíveis gratuitamente no link.

Pastor Jonas Madureira foi um dos preletores para auditório com 400 líderes na “nova” capela do Acampamento (Fotos: Sélio Morais/CBESP)

Na primeira semana de janeiro, entre os dias 2 e 5, Sumaré foi o ambiente usado por Deus para ministrar na vida e no ministério de cerca de 400 pastores no 76º Retiro de Pastores da seção São Paulo da Ordem dos Pastores Batistas do Estado de São Paulo (OPBB-SP). Segundo declarações de alguns participantes à reportagem da CBESP, o momento foi singular em comparação às outras edições do encontro pastoral.

“Desta vez estou sentindo os pastores mais interessados e empolgados também com os novos pastores, aqueles que vieram pela primeira vez”, disse o pastor João Martins, presidente da OPBB-SP. Um dos destaques citados pelo pastor João Martins foi a presença de mais de 40 ministros pela primeira vez em um retiro pastoral. “Um marco de continuidade do crescimento da Ordem”, afirmou.

Pr. Sócrates (dir.), da CBB, pôde rever colegas de ministério

A edição do retiro contou com preleções dos pastores Wilson Porter Junior (foto da home), Jonas Madureira, Lourenço Stelio Rega, Sillas Larghi Campos. Houve ainda, na tarde de dois dias, painéis em grupos de interesse voltados à pessoa e ao ministério pastoral. Pregador oficial, pastor Jonas desdobrou por três manhãs o tema “O pastor e sua consciência” (leia entrevista aqui).

Ministro há quase um ano, pastor Nick Mori, da PIB Mogi das Cruzes, disse que as mensagens cooperaram mais na preparação para uma “futura pressão” no ministério.

“Me alertou muito sobre o que eu vou enfrentar como pastor ainda.” Primeira vez em Sumaré, ele também teceu elogios à infraestrutura recém-reformada e ao ambiente do campo, que permite “paz para a mente”.

As melhorias realizadas no Acampamento Batista “Mary Elizabeth Vaughan”, em Sumaré, entre os dois últimos meses de 2017, arrancaram elogios de outros pastores e das lideranças denominacionais que participaram do retiro da seção São Paulo da OPBB. Um dos que parabenizaram foi o pastor Sócrates Oliveira, diretor executivo da Convenção Batista Brasileira (CBB).

Diretoria apresentou programas de capacitação e apoio

Na visita, ele aproveitou a palavra para falar também do Projeto Josué durante sua saudação aos ministros presentes. Outros líderes também elogiaram diretamente no perfil pessoal do diretor executivo do CAM-CBESP, pastor Adilson Santos. As reformas no espaço da capela receberam mais de 400 curtidas, e por volta de cem comentários.

“A última vez que eu vi estava muito ruim. As igrejas, que são parcerias da denominação e que deveriam vir aqui pra que os recursos pudessem ser somados para melhoria, não vêm. Mas não vinham porque era ruim”, declarou o pastor Edson da Silva Almeida, da PIB de Garça, ao falar das cadeiras, que ficaram no lugar dos “bancos duros”, e das novidades como o sistema de ar condicionado, iluminação, telão, e pintura.

“Essa administração, com o envolvimento da Embracon, vai dar continuidade ao trabalho de melhorias em outros pontos. Vai ser uma bênção e vai ficar mais atrativo o Acampamento de Sumaré. Não podemos perder essa bênção das melhorias”, disse o pastor João Martins. Com 53 anos de ministério, ele participou de quase todos os retiros da OPBB-SP. 

O presidente da Ordem antecipou a perspectiva de retomada dos encontros de pastores e famílias visando quem não pôde participar do retiro. “Vamos fazer isso voltar. Estou trabalhando nessa direção”, afirmou.

As palestras estão disponíveis em áudio e vídeo. Interessados devem procurar Samuel Moreira, da Água Viva Produções (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). A OPBB-SP volta a se reunir no dia 26/2, na PIB do Brás.

* Reproduzido a partir da Revista Batistas SP (Ano II / Edição 6).