Batistas SP 08 JUN 2017 ÀS 10H57

Pastorear por amor a Cristo

Artigo do presidente da Ordem, pr. Marco Azevedo

Por Marco Azevedo

No Evangelho de João 21. 14 a 17, encontramos um diálogo entre  Jesus Cristo e Simão Pedro.

É muito significativo que no relato do Evangelho de João neste que é o último encontro de Jesus com os discípulos depois da ressurreição e antes de subir aos céus, Jesus aproveita este momento para tratar com Pedro, diante dos demais discípulos, sobre o pastoreio de suas ovelhas.

O Sumo Pastor destaca algo que deve chamar a atenção de cada pastor. Por três vezes Ele pergunta a Pedro, “amas-me” ? e depois de cada resposta positiva, decreta a Pedro: “apascenta as minhas ovelhas”.

Podemos, aqui entender que é uma exigência de Jesus, que para alguém pastorear as ovelhas que são dele, precisa amá-lo  de forma a não deixar dúvidas, e demonstrar este amor ao Senhor, no trato diário com suas ovelhas. Muitas são as áreas que no exercício do ministério, o pastor deve se preocupar para atender as necessidades das ovelhas.

E, no desejo de suprir o rebanho, ele sai em busca de os mais variados recursos acadêmicos, técnicos, teológicos e outros que, sem dúvida,  podem ajudar na tarefa diária de pastorear. Porém, de nada valerão se o pastor não apascentar por amor a Jesus, e sabendo que um dia prestará contas ao dono das ovelhas.

Amigos e colegas, que a cada dia decidamos pastorear por amor a Jesus Cristo.

Marco Azevedo
Presidente da OPBB-SP e pastor emérito da PIB do Jardim Zaíra (Mauá)

 

*Reproduzido da Revista Batistas SP (Ano I / Edição 2) em homenagem ao Dia do Pastor, comemorado no segundo domingo de junho.