500 anos da Reforma 01 NOV 2017 ÀS 10H42

Editoras lançam Bíblias em comemoração pela Reforma

Escrituras marcam movimento protestante

Por Chico Junior

ATUALIZADO EM 01/11/2017, ÀS 12H35

Também com o propósito de celebrar os 500 anos da Reforma Protestante, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) e a Editora Vida fazem nos próximos dias o lançamento de edições comemorativas da Bíblia Sagrada.

Ambas publicações são de estudo e apontam o destaque das Escrituras como fundamento para o movimento reformador, ação esta iniciada em 1517 com Martinho Lutero. Elas cooperaram para a leitura pessoais nas devocionais diárias, para análises mais profundas dos textos sagrados ajudando pregadores e estudiosos bíblicos, e apoiam trabalhos em grupo.

A "Bíblia Nova Reforma" é a edição que a Editora Vida traz para esses cinco séculos do protestantismo. Para reforçar na divulgação, o teólogo argentino Pablo Deiros chega ao Brasil no dia 2. Deiros será entrevistado pela Rádio Trans Mundial na sexta, 3, às 14h30. Ele é o editor geral da obra é pastor batista e vice-reitor do Seminário Teológico Batista de Buenos Aires, na Argentina.

'Essa Bíblia (Nova Reforma) é uma grande celebração da Reforma.' Gisele Romão, editora-chefe da Editora Vida

A Nova Reforma traz texto NVI e notas teológicas (Divulgação)

Segundo Gisele Romão da Cruz Santiago, editora-chefe da Editora Vida, essa edição busca levar o leitor a uma perspectiva diferente sobre o futuro do cristianismo.

"A Bíblia da Nova Reforma parte da América Latina e vai para a América Latina", afirmou a editora-chefe sobre as notas de rodapé para diversos textos bíblicos escritas pelo teólogo Pablo Deiros, que participa de bate-papo no sábado (4) na livraria da editora, no centro de São Paulo - para se inscrever, entre em contato com a Editora Vida (11-3271-3260).

Além disso, mais de 500 notas de estudo elaboradas por Martinho Lutero acompanham textos bíblicos e prefácios aos livros sagrados, tantos do Antigo Testamento quanto do Novo Testamento.

"Imagine Lutero vivo nos dias de hoje, ele e tantos outros mártires que lutaram com a própria vida para que pudéssemos ter acesso à Palavra de Deus na nossa própria língua para estudá-la e colocá-la em prática vissem como a Igreja se comporta no mundo hoje. Então, será que a gente está cumprindo com aquilo para que fomos chamados a fazer? Uma nova Reforma é possível. Porque, primeiro quebramos as algemas que nos prendiam por falta de acesso (às Escrituras). Hoje, temos que quebrar as que nos prendem por falta de ação", declarou Gisele sobre os ideais que sustentam essa edição bíblica.

Além da 'Bíblia de Estudo da Reforma', a SBB lança também a 'Nova Almeida Atualizada'

Edição da SBB tem também farto apoio (Divulgação)

Já a Sociedade Bíblica do Brasil trouxe a "Bíblia de Estudo da Reforma", que apresenta material de apoio como notas, artigos e orações com base em cada livro das Escrituras. A edição da SBB adota a versão Almeida Revista e Atualizada (RA).

Todos os livros sagrados são acompanhados de uma introdução sobre o pensamento de Martinho Lutero, sobre o referido livro, bem como um amplo esboço com detalhes históricos e artigos.

"A edição é composta por reflexões e comentários bíblicos de Martinho Lutero. Este ano ela vem ao Brasil como a 'cereja do bolo' da celebração dos 500 anos da Reforma", declarou o gerente de desenvolvimento institucional da SBB, reverendo Mário Rost.

Outra novidade proposta pela SBB para a ocasião dos 500 anos do protestantismo é o lançamento da "Nova Almeida Atualizada", revisão de uma das traduções clássicas em português das Escrituras. Lançada oficialmente no dia 8, a nova versão completa o texto bíblico neotestamentário, já publicado anteriormente, e também antecipa as comemorações pelo 70º aniversário da SBB, que será celebrado em 2018.

"Lutero traduziu a Bíblia para o povo, e isso é um marco em toda a história. Adequar a linguagem às gerações atuais é essencial para que as pessoas possam realmente entender todo o conteúdo da Palavra", afirmou Rost.

Mais detalhes sobre as edições estão disponíveis nas páginas das editoras SBB e Editora Vida.