Eventos 26 NOV 2018 ÀS 18H45

Encontro da OPBB aponta medidas contra depressão

Preletores falaram de ações práticas e preventivas

Por Chico Junior
Evento teve três preletores (Fotos: Chico Junior/CBESP)

Encerrando os encontros entre colegas de ministério, a Ordem dos Pastores Batistas do Brasil (OPBB-SP) realizou nesta segunda-feira (26) um simpósio sobre suicídio no ambiente pastoral em São Paulo. O evento aconteceu na Igreja Batista Boas Novas, no bairro de Vila Zelina, zona leste da Capital.

A programação serviu para alertar os pastores sobre ações preventivas a quadros clínicos de risco, como transtornos emocionais, depressão, burnout, obesidade, sedentarismo e outros. Mais proximidade entre pastores, práticas de atividades esportivas e até recusar excesso de compromissos estiveram nas sugestões para proteção da saúde mental.

O simpósio teve transmissão simultânea pela internet e ministros de diversas partes do País e até do exterior acompanharam as preleções do pastor Abner Morilha, psicólogo, professor da Faculdade Teológica Batista de São Paulo e coordenador do Programa de Mentoria do Projeto Josué, do psiquiatra Ismael Sobrinho, e do pastor Roberto Silvado, presidente da Convenção Batista Brasileira (CBB).

Após a abertura feita pelo pastor Adilson Santos, diretor executivo do Conselho de Administração e Missões da Convenção Batista do Estado de São Paulo e presidente nacional OPBB, teve início a primeira palestra. Pastor Abner destacou a necessidade de combater elementos estranhos ao ministério pastoral, como a preocupação exagerada com "boa performance" do pastorado.

Encontro tratou de ações protetivas e preventivas (Divulgação)

Ele ressaltou ainda que ambientes proporcionados pelo Projeto Josué são importantes por dar liberdade para abrir questões pessoais. "É onde eu posso falar sem medo de repressão", afirmou.

O psiquiatra Ismael Sobrinho argumentou que pessoas com quadro de depressão tendem ao pessimismo. "O deprimido perde as coisas mais difíceis. Depois, vai perdendo as que dão prazer a ele", disse sobre um dos primeiros sintomas nos pacientes, sinalizado no abrir mão de fazer tarefas que exigem mais.

Estabelecer corretamente as prioridades foi a essência da exposição feita pelo pastor Silvado. O presidente da Convenção trouxe a teoria dos círculos concêntricos, de Ernest Mosley, e destacou a necessidade de os ministros priorizarem seu relacionamento cristão e pessoal indo, então, em direção à comunidade. Ele propôs um momento de interação entre os pastores para enfatizar o valor da criação de "ambientes de relacionamentos significativos".

Ministro titular da IB Boas Novas, pastor Vagner Vaellati afirmou à reportagem da CBESP que eventos como esse "muda a vida dos pastores". Ele comentou que a maior parte das milhares de visualizações obtidas na transmissão (disponível aqui) foram do Norte e Nordeste, justamente por causa do pouco acesso a conteúdos desse tipo. "Os pastores precisam de salvamento. Temos que salvar os que estão sofrendo", disse.